A LUA

A Lua é o único satelite natural do nosso Sistema Solar... saiba mais em nosso site!

A importância da Lua na Terra

Sem a influência da gravidade lunar, não haveria o movimento dos mares no planeta. O que além de mudar drasticamente o clima na terra causaria a extinção de muitas espécies marinhas afetando todo o nosso ecossistema terrestre, como nós o conhecemos. Se não existisse a Lua aqui, do nosso lado, exercendo a sua influência, a Terra já teria alterado sua inclinação em uns 85 graus, tornando o nosso planeta inabitável. Não existiriam as quatro estações que estamos acostumados a ver.

 

Ciclos da Lua

À medida que a Lua viaja ao redor da Terra, ao longo do mês, ela passa por um ciclo de fases, durante o qual sua forma parece variar gradualmente. O ciclo completo dura aproximadamente 29,5 dias. Esse fenômeno é bem compreendido desde a Antiguidade. Acredita-se que o grego Anaxágoras (± 430 A.C.) já conhecia sua causa e Aristóteles (384 - 322 a.C.) registrou a explicação correta do fenômeno: as fases da Lua resultam do fato de que ela não é um corpo luminoso e sim um corpo iluminado pela luz do Sol.

A face iluminada da Lua é aquela que está voltada para o Sol. A fase da lua representa o quanto desta face iluminada pelo Sol está voltada também para a Terra. Durante metade do ciclo essa porção está aumentando (lua crescente) e durante a outra metade, ela está diminuindo (lua minguante). Tradicionalmente apenas as quatro fases mais características do ciclo - Lua Nova, Quarto crescente, Lua Cheia e Quarto minguante - recebem nomes, mas a porção que vemos iluminada da Lua, que é a sua fase, varia de dia para dia. Por essa razão os astrônomos definem a fase da Lua em termos de número de dias decorridos desde a Lua Nova (de 0 a 29,5) e em termos de fração iluminada da face visível (0% a 100%). Recapitulando, fase da lua representa o quanto da face iluminada pelo Sol está na direção da Terra.

Ciclos da lua: Lua nova, Lua crescente, Lua minguante e Lua cheia.

 

    Webmaster: Isis Dockhorn Freitas 7ªA